Belo Sun esclarecerá projeto do Xingu, se MP quiser

A empresa canadense Belo Sun Mining, que tem projeto para a exploração de ouro em Volta Grande do Xingu, afirmou, por meio de nota, que está à disposição do Ministério Público para "apresentar qualquer informação, explicação ou esclarecimento de cunho técnico ou jurídico em relação ao seu projeto".

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

19 de setembro de 2012 | 13h05

Nesta semana, o Ministério Público Federal (MPF) do Pará abriu procedimento para investigar o projeto da empresa, que planeja instalar uma mina de ouro ao lado de uma área já impactada pela usina hidrelétrica de Belo Monte.

"A Belo Sun se coloca também à disposição do Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública para uma visita à sua sede, bem como ao local do projeto para a realização de reuniões e esclarecimentos", segundo a nota da companhia canadense.

Ainda de acordo com a empresa, o Estudo de Impacto Ambiental, protocolado junto à Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Pará em 27 de fevereiro de 2012, "contempla a sinergia dos impactos do Projeto Volta Grande com o Projeto Belo Monte bem como a análise referente às terras indígenas presentes na região do projeto".

A companhia enfatizou que o "Ministério Público Federal do Estado do Pará abre um Processo Investigatório para todo e qualquer processo de licenciamento ambiental naquele Estado". Sendo assim, a Belo Sun dstaca que a abertura desse processo não implica em irregularidade. "Nós seremos abertos e transparentes com todas as autoridades públicas competentes para esclarecer quaisquer dúvidas e atender a quaisquer solicitações de informações acerca do Projeto Volta Grande", afirma, em nota, o presidente da empresa, Mark Eaton.

Tudo o que sabemos sobre:
Belo SunXinguMP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.