François Lenoir/ Reuters
François Lenoir/ Reuters

Berlusconi diz que governará Itália até 2013

Ano marca o fim da atual legislatura; segundo autoridade, país precisa de 'estabilidade política' 

Gabriel Bueno, da Agência Estado,

28 de outubro de 2011 | 08h51

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, reiterou nesta sexta-feira sua intenção de permanecer no cargo até 2013, quando termina a atual legislatura. "Nós temos um plano preciso e um calendário para os próximos 18 meses", afirmou o premiê durante um programa da manhã de um canal de TV controlado por ele.

"A Itália precisa de estabilidade política", afirmou o primeiro-ministro. Berlusconi também fez referência às medidas que ele apresentou a seus parceiros da União Europeia na quarta-feira.

No meio da semana, dois jornais italianos, La Stampa e La Repubblica, afirmaram que Berlusconi estaria considerando a possibilidade de renunciar em breve, após garantir apoio para uma reforma no sistema previdenciário. Segundo os diários, Berlusconi pode renunciar em dois meses, abrindo caminho para a realização de eleições já em 2012. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.