Besi quer participar de mais 4 ofertas de ações em 2013

O Espírito Santo Investment Bank (Besi) espera participar como assessor financeiro de mais três ou quatro ofertas de ações, iniciais ou subsequentes, em 2013, de acordo com o presidente do banco, Ricardo Espírito Santo. Em 2013, o Besi participou da estruturação, segundo Ricardo Espírito Santo, da oferta da Brazil Hospitality Group (BHG).

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

23 de maio de 2013 | 15h25

"É um mercado (de oferta de ações) muito concorrido. Esperamos participar de pelo menos mais três ofertas de ações este ano", disse. Sem revelar detalhes das operações, ele afirmou que são ofertas de diferentes setores e que há liquidez interna para pôr essas transações no mercado. Há repressão, conforme Ricardo Espírito Santo, tanto do lado da demanda das empresas em captar recursos como dos investidores em fazer as aplicações.

Em project finance, um dos focos de atuação da instituição financeira no Brasil, o Besi tem mais de dez mandatos para 2013, de acordo com o presidente do banco. "Já estruturamos operações de linhas transmissoras, prisões, parques eólicos, hidrelétricas, dentre outros setores", destacou.

Este ano, o Besi prestou assessoria financeira para a interligação elétrica do Rio Madeira na contratação de empréstimo de longo prazo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e debêntures de infraestrutura. A operação, segundo o Besi, foi de R$ 2,467 bilhões.

Na área de fusões e aquisições (M&A, na sigla em inglês), o Besi também tem bastante interesse de expandir a atuação, conforme o presidente do banco. No entanto, Ricardo Espírito Santo não deu números de quantos mandatos o banco possui atualmente, pois, conforme ele, essas operações têm mais probabilidade de não serem concluídas do que de project finance, uma vez que até na assinatura do contrato as partes podem desistir do negócio.

O presidente do Besi em Portugal, José Maria Ricciardi, afirmou apenas que a instituição tem um mandato de uma empresa indiana para comprar um importante grupo ligado a produtos de consumo no Brasil. "Há também muitas empresas mexicanas interessadas em vir para o Brasil", ressaltou. O objetivo do Besi é, disse, tirar proveito do fluxo de capitais que hoje existe no mundo emergente, que inclui a África, a Índia e a América Latina.

Tudo o que sabemos sobre:
Besiaçõesassessor financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.