BHP amplia prazo de oferta pela Potash até 18 de novembro

Prazo original era 19 de outubro; órgão regulador da concorrência pediu novas informações sobre o negócio

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

21 de setembro de 2010 | 09h15

O prazo para a aprovação da oferta de US$ 40 bilhões da BHP Billiton para comprar a fabricante de fertilizantes canadense Potash Corp. foi ampliado por um mês, até 18 de novembro, disse a mineradora anglo-australiana, após o órgão regulador da concorrência canadense pedir novas informações sobre o negócio. O prazo final original era 19 de outubro.

A proposta de US$ 130 por ação, que foi rejeitada pelo conselho de administração da Potash Corp., precisa da aprovação do Escritório Canadense da Concorrência e da Comissão Federal do Comércio (FTC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

A FTC deverá tomar sua decisão sobre o acordo até quarta-feira, mas também poderá pedir prazo extra.

"A BHP Billiton está confiante de que a oferta receberá todas as aprovações regulatórias necessárias no devido prazo", afirmou a companhia em comunicado.

O primeiro-ministro da província canadense de Saskatchewan, Brad Wall, se reuniu ontem com o executivo-chefe da BHP Billiton, Marius Kloppers. Mas Wall disse que não saiu da reunião convencido de que a oferta da mineradora pela Potash Corp é o melhor para os interesses da província. "Eu não sei qual é o benefício final para o povo de Saskatchewan ou do Canadá", comentou.

Já o primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, disse que levará em conta as preocupações da província ao considerar a oferta da BHP. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.