BID deve aprovar US$ 2,6 bi em empréstimos para o Brasil em 2010

Parte dos recursos será destinada a projetos para a Copa 2014 e Jogos Olímpicos 2016

Ana Conceição, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2010 | 17h29

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) espera aprovar US$ 2,6 bilhões em operações de crédito para o setor público e privado do Brasil em 2010, de acordo balanço divulgado pela instituição. Parte dos recursos será destinada a projetos para a Copa 2014 e Jogos Olímpicos 2016, no Rio de Janeiro. Em 2009, foram aprovadas 31 operações no valor de US$ 3 bilhões.

 

Apesar da queda prevista para 2010, o BID ressaltou que o crédito estimado está acima do valor médio histórico de repasses ao País, de US$ 1,65 bilhão ao ano. "Níveis recordes de atuação marcaram os dois últimos anos (2008 e 2009) no País", diz o documento do banco.

 

Dos US$ 3 bilhões aprovados em 2009, os empréstimos ao setor público totalizaram 27 operações com total de US$ 2,65 bilhões. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) teve uma operação aprovada no valor de US$ 1 bilhão e a Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo (Sabesp), outra no valor de US$ 600 milhões. Quatro operações privadas totalizaram US$ 362 milhões no ano passado.

 

O nível de desembolsos (dinheiro que de fato foi depositado na conta dos mutuários) atingiu o recorde de US$ 2,4 bilhões no ano passado. Para este ano, as projeções são de desembolsos de cerca de US$ 1,9 bilhão.

 

Ao todo, o banco conta com US$ 7,6 bilhões distribuídos em 74 projetos em todo o País. As operações direcionadas a micro, pequenas e médias empresas responderam pela maior parte dos recursos, com US$ 4,9 bilhões em execução. O setor de infraestrutura conta com US$ 2,4 bilhões.

 

O BID comenta em seu balanço que a crise financeira global elevou uma demanda já crescente em 2008 por recursos da instituição para o Brasil. "O crescimento da economia brasileira, associado à melhoria das condições fiscais dos entes federativos estaduais e municipais, já antecipava um aumento exponencial da demanda", diz o documento.

 

A busca por crédito do BID no Brasil, puxada por projetos da Copa e da Olimpíada, deve se intensificar até 2012 a um ponto superior à capacidade do banco de conceder crédito, diz o BID. "Cartas consulta aprovadas pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) correspondem a um montante total de US$ 14,5 bilhões, muito superior à capacidade de atendimento atual do banco para este triênio", diz o banco.

 

Até o final deste ano, o BID deve contar com um estoque de 140 operações no Brasil, com valor superior a US$ 11 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
BID, empréstimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.