Bill Gates compra 6% de construtora espanhola FCC

O presidente da Microsoft, Bill Gates, pagou 113,5 milhões de euros (US$ 155,3 milhões) por uma participação de 6% na Fomento de Construcciones y Contratas (FCC), uma endividada companhia do setor de construção da Espanha. A negociação é a mais recente em uma série de acordos que sinalizam uma mudança de percepção sobre a economia espanhola entre o investidores internacionais.

Agencia Estado

22 de outubro de 2013 | 14h01

Em comunicado divulgado na noite de segunda-feira, 21, a FCC disse que o acordo com Gates faz dele o segundo maior acionista da empresa, atrás apenas do bilionário espanhol Esther Koplowitz, que tem 53,9% de participação. Gates comprou as ações por meio de um ou mais fundos de investimentos que ele controla, segundo a FCC.

A FCC vendeu as ações ao preço do fechamento de sexta-feira, de 14,865 euros cada. As ações da companhia mais do que dobraram de valor em um período de quatro meses, em meio a expectativas de que a empresa terá sucesso nas negociações com credores para refinanciar 5 bilhões de euros em dívidas com vencimento neste ano e em 2014.

Ao investir na FCC, Gates está basicamente apostando que as recentes reformas implementadas pelo governo para facilitar o lançamento de empresas e as contratações e demissões poderão levar a uma recuperação da economia espanhola nos padrões do que se viu na Alemanha uma década atrás, comentou Ignacio de la Torre, analista da Arcano. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Bill GatesFCCparticipação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.