Blairo Maggi grava vídeo em fábrica da BRF para divulgar modelo de inspeção

Blairo Maggi grava vídeo em fábrica da BRF para divulgar modelo de inspeção

Quatro dias após deflagração da Operação Trapaça, ministro da Agricultura grava um vídeo diretamente da linha de processamento da BRF

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

09 Março 2018 | 17h03

Apenas quatro dias após da deflagração da terceira fase da Carne Fraca, a Trapaça, que teve como alvo a BRF, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, gravou nesta sexta-feira, 9, um vídeo diretamente da linha de processamento de suínos da empresa, na unidade de Concórdia, em Santa Catarina, vestindo trajes de segurança sanitária e capacete que leva o logotipo da empresa.

"Estou aqui onde, junto com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), estamos fazendo um novo modelo de inspeção para as carcaças de suínos". A companhia foi o principal alvo da mais recente investigação da Polícia Federal e Ministério Público que apura se executivos e técnicos da exportadora mantinham um esquema sistematizado de fraudes em laudos e adulteração de dados para ocultação de informações ao Ministério da Agricultura.

No vídeo, Maggi diz que governo e a Embrapa estão testando na unidade da BRF um modelo piloto para o processamento e inspeção de carcaça. "Gostei muito do que vi. Dá mais tranquilidade e segurança para o consumidor final", afirmou, sem entrar em detalhes. Segundo ele, o novo processo trará economia para as empresas e mais segurança para consumidores brasileiros e estrangeiros. "Tenho brigado muito no Ministério da Agricultura para a modernização", diz ele.

+ Leia os depoimentos das testemunhas da Trapaça

Desde segunda-feira três unidades da BRF, envolvidas na investigação, tiveram suas exportações embargadas pelo ministério para 12 países que possuem regras mais exigentes relativas à presença de salmonela na carne. As fábricas são a de Carambeí (PR), Rio Verde (GO) e Mineiros (GO). Diferentemente da primeira fase da Carne Fraca, nesta etapa, o Ministério da Agricultura participou desde o início da divulgação do caso.

+ Trapaça apura papel de ex-presidente da BRF em esquema de fraudes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.