BM&FBovespa e governo discutem IPO de pequenas empresas

A BM&FBovespa e o governo já discutem o projeto que visa impulsionar a abertura de capital das pequenas e médias empresas, informou o diretor presidente da Bolsa paulista, Edemir Pinto. "Estamos bem avançados. Ainda não entregamos a proposta, mas as áreas técnicas já estão conversando", destacou ele nesta sexta-feira, 10.

ALINE BRONZATI E GABRIELA FORLIN, Agencia Estado

10 de maio de 2013 | 11h51

Segundo ele, a proposta ainda não foi entregue por causa da agenda do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Edemir voltou a ressaltar que a expectativa da bolsa é muito grande com a chegada de pequenas e médias empresas e que 200 empresas potenciais a se listarem já foram mapeadas.

O grande divisor de águas para que as PMEs se financiem via abertura de capital é, segundo Edemir, os benefícios a serem dados para o investidor. Segundo ele, o principal, ainda não definido, é a isenção de imposto de renda (IR).

Preço IPO

Em relação ao preço definido nas ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês), Edemir disse que a queda dos papéis após a abertura de capital é um movimento natural do mercado. "A definição do preço é um desafio para o dono da empresa, bancos assessores e investidores", observou.

Edemir também ressaltou que, depois da crise financeira global, o mercado ficou bem mais seletivo e, por isso, há um desafio maior na estruturação da abertura de capital de uma empresa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.