BM&FBovespa pode investir até R$ 90 mi no 4º trimestre

Os investimentos da BM&FBovespa no último trimestre do ano deverão ficar entre R$ 60 milhões e R$ 90 milhões, informou, nesta sexta-feira, 8, o diretor executivo de Produtos e de Relações com Investidores, Eduardo Refinetti Guardia. O montante, diz Guardia, está em linha com as estimativas para o ano. No ano de 2013, os investimentos da Bolsa devem ficar entre R$ 260 milhões e R$ 290 milhões. No acumulado do ano até setembro os investimentos somaram R$ 202,5 milhões, sendo que, no terceiro trimestre, os aportes chegaram a R$ 82,1 milhões.

FERNANDA GUIMARÃES E ALINE BRONZATI, Agencia Estado

08 de novembro de 2013 | 14h02

O executivo destacou que os investimentos previstos para 2014, anteriormente entre R$ 260 milhões e R$ 290 milhões, estão sendo revisados. Guardia disse que a BM&FBovespa está discutindo seu orçamento e que os investimentos e gastos previstos para 2014 e 2015 deverão ser conhecidos até final de dezembro.

Terceiro trimestre

Segundo Guardia, as despesas no terceiro trimestre do ano cresceram 10%, mas ressaltou que esse crescimento ainda se dá abaixo da inflação. Ele disse que a receita apresentou uma expansão menor no período citado, mas que continuou crescendo. O executivo informou que o segmento BMF e o Bovespa apresentaram, ainda no trimestre passado, um movimento oposto. Guardia lembrou que o segmento Bovespa ficou praticamente estável, mas com queda das margens. Já no segmento BMF houve uma redução de volume, mas com um aumento da Receita Média de Contratos (RPC).

O diretor da Bolsa disse também que alguns produtos apresentaram forte crescimento, embora o cenário econômico esteja adverso. Ele citou por exemplo, o aluguel de ações Tesouro Direto e as LCAs.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.