BNDES aprova financiamento de R$ 1,4 bi para Cart e Ecopistas

Cart tem a concessão do corredor Raposo Tavares e Ecopistas, do Grupo EcoRodovias, tem a concessão das rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto

Agência Estado,

30 de dezembro de 2010 | 18h10

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamentos no valor de R$ 1,4 bilhão para a Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart) e Ecopistas, de R$ 1,052 bilhão e R$ 355,4 milhões, respectivamente, no âmbito da linha de financiamento BNDES Finem.

A Cart tem a concessão do corredor Raposo Tavares e os recursos serão usados na ampliação e conservação previstos no contrato. Esse corredor é constituído pela malha rodoviária paulista de ligação entre Bauru, Piratininga, Santa Cruz do Rio Pardo, Ourinhos, Assis, Palmital, Rancharia, Presidente Bernardes, Presidente Prudente, Caiuá e Presidente Epitácio, até a divisa dos Estados de São Paulo e Mato Grosso.

Até fevereiro de 2015 a Cart investirá R$ 2,69 bilhões, dos quais 39,1% serão financiados pelo BNDES. A operação será financiada, adicionalmente, pela emissão de debêntures privadas no valor de R$ 400 milhões. O BNDES não participará da subscrição dos títulos. As garantias do projeto, entre elas os direitos emergentes da concessão, serão compartilhadas entre o BNDES e debenturistas privados.

As principais intervenções a serem feitas serão a duplicação de 217 km, construção de 29 km de vias marginais, construção de 9 km de faixas adicionais, construção e ou recuperação de 128 km de acostamentos, construção de quatro passarelas e de 45 unidades de trevos, retornos e obras de arte especiais.

Também estão no projeto da Cart a recuperação de toda a extensão da rodovia e seus acessos, totalizando 444 km, e a conservação de 390 km de estradas vicinais. Na parte operacional, o projeto inclui a implantação e reformas de postos gerais de fiscalização, instalação de Centro de Controle Operacional, implantação de postos do Serviço de Atendimento ao Usuário e construção de nove praças de pedágio.

A Ecopistas, que faz parte do Grupo EcoRodovias, tem a concessão das rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto, também em São Paulo. O projeto desse corredor envolve a rodovia SP-070, que se estende por 134,9 km e liga a cidade de São Paulo a Caçapava, além de vários acessos.

A estrada, que passa por municípios paulistas como Jacareí e São José dos Campos, serve como canal de distribuição da produção industrial do Vale da Paraíba. Além disso, o corredor também funciona como via de transporte turístico, já que absorve a maior parte do tráfego de veículos do Estado de São Paulo com destino ao litoral norte e Campos do Jordão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.