Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

BNDES aprova financiamento de R$ 252 mi para Grupo Zilor

Rio, 17 - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou hoje a aprovação de financiamento de R$ 252 milhões para duas empresas do Grupo Zilor: a Companhia Agrícola Quatá e a Açucareira Quatá S/A, localizadas no município de Quatá, em São Paulo. O grupo tem três usinas sucroalcooleiras e três empresas agrícolas, localizadas na região centro-oeste do Estado de São Paulo.De acordo com informações do banco de investimento, os recursos serão aplicados na expansão das áreas de cana das empresas, em projeto que abrange ações de inovação, de pesquisa e de desenvolvimento industrial - além de co-geração de energia elétrica e em expansão industrial. O crédito do banco corresponde a 83% do investimento total no empreendimento, que é de R$ 301,4 milhões.Ao detalhar a alocação de recursos do financiamento, o banco informou que os investimentos serão usados em várias atividades: expansão e renovação do plantio da cana-de-açúcar da Cia. Agrícola Quatá, aumento das capacidades de processamento e co-geração da Açucareira Quatá, expansão da capacidade produtiva da unidade de negócios Biorigin e duplicação da estrutura de inovação e pesquisa desta unidade de negócios.Ainda segundo o BNDES, o projeto permitirá a geração de energia com tecnologia limpa, de fonte renovável, além de atender à crescente demanda por álcool. O empreendimento também conduzirá a uma diversificação na linha de produção e geração de 75 empregos diretos na fase de operação, de acordo com cálculos do banco. As unidades do grupo produzem juntas cerca de 550 mil toneladas de açúcar e 400 milhões de litros de álcool anualmente.

Alessandra Saraiva

17 de julho de 2007 | 17h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.