BNDES libera R$ 6,2 bi para expansão da Vale no Pará

Recursos serão destinados a investimentos da mineradora no Complexo de Carajás e na Capacitação Logística Norte

Eulina Oliveira, Agência Estado

15 de abril de 2014 | 09h57

SÃO PAULO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 6,2 bilhões para a Vale. Conforme o comunicado divulgado há pouco pelo banco de fomento, os recursos serão destinados a investimentos da mineradora, de R$ 37,8 bilhões, no Complexo de Carajás (PA) e na Capacitação Logística Norte.

O projeto inclui a construção de uma unidade mineradora e de beneficiamento de minério de ferro, com capacidade para 90 milhões de toneladas por ano, e de um ramal ferroviário entre as cidades de Canaã dos Carajás e Parauapebas (PA), além da expansão da capacidade de transporte da Estrada de Ferro Carajás para 230 milhões de toneladas por ano.

O programa da Vale - de expansão da produção de minério de ferro e de sua rede de distribuição, com operação integrada mina-planta-ferrovia-porto - tem início previsto das operações em 2016. "O apoio do BNDES ao projeto contribuirá para a geração de 30 mil empregos diretos no pico das obras e em aumento expressivo das exportações brasileiras de minério, com impacto positivo no saldo da balança comercial brasileira", diz a nota.

O banco de fomento acrescenta, no comunicado, que também apoiará investimentos sociais, que excedam aqueles obrigatórios pelas condicionantes socioambientais exigidas por lei. Os projetos visam contribuir para o desenvolvimento da região.

Tudo o que sabemos sobre:
ValeBNDESPará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.