BNDES terá pacote de financiamento para PCHs

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, afirmou nesta segunda-feira, 26, que o governo vai lançar um pacote de financiamento, com participação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para biomassa e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs).

SABRINA VALLE, Agencia Estado

26 de agosto de 2013 | 10h17

O executivo disse esperar que o próximo leilão de energia (A-5), na quinta-feira, 29, mostre uma volta "com força" dessas duas fontes de energia, que estão com preço, segundo ele, competitivo, de R$ 140 o megawatt/hora (MW/h). O leilão contratará energia para 2018.

Tolmasquim avaliou como muito bem sucedido o leilão de energia eólica realizado na última sexta-feira, 23, que contratou 1.500 MW para 2016, a R$ 110 o MW/h. "Senti que a reação foi muito boa".

Ele acrescentou que há hoje 10 mil MW de capacidade instalada de eólica hoje no Brasil. Para efeito de comparação, Tolmasquim lembra que a usina hidrelétrica de Belo Monte, cuja primeira máquina entra em operação apenas em 2015, terá 11 mil MW.

Só participaram do leilão usinas eólicas com rede de transmissão disponível.

O executivo participa do Brazil Energy and Power, seminário sobre energia organizado pela Câmara de Comércio Americana.

Tudo o que sabemos sobre:
BNDESfinanciamentoPCHs

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.