BNDESPar amplia fatia na Eletrobrás com ações da União

O BNDESPar, braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ampliou a participação no capital da Eletrobrás, adquirindo ações da União na estatal.

REUTERS

05 de outubro de 2009 | 12h30

Segundo fato relevante encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com a operação a fatia do BNDESPar nas ações da Eletrobrás com direito a voto subiu de 14,78 para 21,08 por cento do total. No caso das preferenciais, aumentou de 0,44 para 8,23 por cento do total.

Detalhes financeiros da transação não foram revelados.

O diretor financeiro e de Relações com Investidores da Eletrobrás, Astrogildo Quental, descartou qualquer relação da operação com o pretendido pagamento de dividendos retidos pela estatal.

Segundo ele, também não está relacionada ao plano de capitalização de subsidiárias da holding pela conversão de dívidas.

"É uma operação do BNDES e não tem nada a ver com a operação dos dividendos, nem da capitalização", afirmou Quental por telefone à Reuters.

"Ele (BNDESPar) comprou ações como qualquer acionista compra", acrescentou o executivo logo após tocar o sino da Bolsa de Nova York em comemoração ao aniversário da listagem de ações da empresa nos Estados Unidos.

A Eletrobrás reteve dividendos de ações ordinárias no final da década de 1970 e nos anos 1980 para que a realização de investimentos. Segundo informaram executivos da empresa no final de agosto, o valor por ação ordinária --atualizado pela taxa de juro Selic-- supera os 9 reais.

Procurados, representantes do BNDES e do Tesouro Nacional não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Às 11h59, as ações preferenciais da Eletrobrás recuavam 0,53 por cento, para 24,57 reais, e as ordinárias exibiam oscilação negativa de 0,44 por cento, a 27,28 reais. No mesmo horário, o Ibovespa apontava alta de 0,98 por cento.

(Por Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAELETROBRASBNDESPAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.