BNP Paribas pode ter linha vinculada a reservas provadas de petróleo

Segundo o banco, linha de financiamento atende principalmente empresas de pequeno porte, mas valores já chegaram a faixa de US$ 10 milhões a US$ 2,1 bilhões

Kelly Lima, da Agência Estado,

24 de fevereiro de 2011 | 16h02

O BNP Paribas pretende disponibilizar uma linha de financiamentos no Brasil específica para o setor de petróleo e baseada no volume de reservas já comprovadas das petroleiras. "Ainda não é comum no Brasil, apesar de ser um mecanismo muito usado em outros países. Mas isso vai mudar na medida que vão sendo criada novas empresas", disse Diego Mejia, diretor da área de Óleo e Gás do banco na América Latina.

Segundo ele, a linha de financiamento atende principalmente empresas de pequeno porte, mas o banco já emprestou neste sistema valores de US$ 10 milhões a US$ 2,1 bilhões. "Desde que as empresas tenham reservas provadas, podem emprestar. Temos uma equipe de engenheiros de petróleo para avaliar estas reservas e o valor a ser emprestado depende diretamente destes volumes", explicou.

Segundo ele, há um desconto de 9% quando se traz a valor presente as reservas e a linha de financiamento pode adiantar até 50% deste valor para a companhia. "Nas Américas temos também a possibilidade de utilizar este sistema como forma de participação nas empresas, já que é uma estrutura dinâmica que permite esta entrada", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
BNP Paribaspetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.