Boeing anunciará mais consolidação nos negócios de defesa, dizem fontes

Boeing anunciará mais consolidação nos negócios de defesa, dizem fontes

A consolidação iria focar no suporte de serviços de defesa e não afetaria o avião espião da Boeing, P-8A, ou o KC-46, de programas petroleiros de reabastecimento, disseram as fontes

REUTERS

29 de setembro de 2014 | 17h27

A Boeing planeja anunciar mais consolidação de seu negócio de defesa na terça-feira, mudando partes significativas de suas operações de defesa do estado de Washington, de acordo com múltiplas fontes familiares ao assunto.

A consolidação iria focar no suporte de serviços de defesa e não afetaria o avião espião da Boeing, P-8A, ou o KC-46, de programas petroleiros de reabastecimento, disseram as fontes. Ambos os programas foram construídos em jatos comerciais feitos em Puget Sound, no estado de Washington.

Muitos dos trabalhadores afetados serão mudados para operações comerciais da companhia, que está crescendo, disse uma as fontes.

A Boeing se recusou a comentar.

(Por Alwyn Scott e Andrea Shalal)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASBOEINGDEFESA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.