Sergio Castro/Estadão - 24/10/2014
Sergio Castro/Estadão - 24/10/2014

Boeing e Embraer ficam mais perto de acordo

Companhia brasileira negou dar detalhes, mas informou que as discussões para um acordo estão em “negociações avançadas”.

AFP

03 Julho 2018 | 04h00

Depois de meses de negociações, a brasileira Embraer e a americana Boeing estariam em fase avançada para o fechamento de um acordo de união de seus negócios, conforme informou a Embraer à AFP. Embora a companhia brasileira tenha se negado a dar detalhes, informou que as discussões para um acordo estão em “negociações avançadas”.

+ Força de vendas da Boeing é crucial para a Embraer, diz fundador da brasileira

O interesse principal da Boeing na Embraer reside nos aviões de médio porte para voos regionais. As concorrentes Airbus (franco-alemã) e Bombardier (canadense) já firmaram um acordo para juntar forças neste setor. No entanto, o acordo envolve o governo federal, tanto pela “golden share” (tipo de ação que garante veto a acordos deste tipo) tanto pela importância da Embraer na área de defesa, considerado estratégico para o País.

Nesta segunda-feira, 02, o jornal Valor Econômico informou que as empresas já “preparam os memorandos de entendimento a serem apresentados ao governo”. 

+ MPT recomenda que Embraer e Boeing preservem empregos no Brasil

A empresa brasileira é a terceira maior construtora mundial de aeronaves, atrás justamente de Boeing e Airbus, com um volume de negócios de cerca de US$ 6 bilhões (aproximadamente R$ 23 bilhões) por ano. A companhia tem atualmente 16 mil empregados. Uma das joias industriais do Brasil, a Embraer foi fundada há 49 anos, como uma estatal. Sua privatização ocorreu em 1994.

A Boeing é uma gigante aeroespacial que teve lucro de US$ 2,5 bilhões no primeiro trimestre de 2018, alta de 57% sobre o mesmo período de 2017. Suas receitas subiram 6,5%, no mesmo período, atingindo US$ 23,4 bilhões. 

Mais conteúdo sobre:
Embraer Boeing

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.