Randall Hill/Reuters - 13/02/2017
Randall Hill/Reuters - 13/02/2017

Boeing faz aposta de US$ 450 milhões em ‘carros voadores’

Gigante americana vai ajudar no desenvolvimento de carros voadores autônomos da startup Wisk

Agências, Internacionais

24 de janeiro de 2022 | 18h14

Depois de sofrer com os problemas da linha de jatos 737 Max e de desfazer uma parceria global com a Embraer, a Boeing vem se abrindo para novos segmentos. Nesta segunda-feira, 24, a gigante americana anunciou que vai investir mais de US$ 450 milhões para ajudar no desenvolvimento de carros voadores autônomos da startup Wisk.

A Wisk, com sede na Califórnia, e controlada pela própria Boeing e pela Kitty Hawk, que foi lançada por Larry Page, cofundador do Google, é uma de dezenas de empresas que desenvolvem aeronaves elétricas de decolagem e aterrissagem verticais (e-VTOL). A diferença é que a empresa já busca uma operação autônoma – ou seja, sem piloto.

“Nossa visão é de que há uma grande vantagem estratégica na Wisk, que salta diretamente para uma aeronave autônoma, incorporando esse princípio em todas as etapas do design e desenvolvimento”, disse, em nota, o diretor de operações da Boeing, Marc Allen.

Por causa da opção de tecnologia, a Wisk deve chegar ao mercado depois da maioria de suas rivais. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
EmbraerBoeing

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.