BofA e GE decepcionam e fazem Wall Street recuar

As bolsas de valores norte-americanas caíram nesta sexta-feira, após resultados decepcionantes de GE e Bank of America mostrarem que o caminho para a recuperação da economia será tortuoso.

LEAH SCHNURR, REUTERS

16 de outubro de 2009 | 18h26

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,67 por cento, para 9.995 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,76 por cento, para 2.156 pontos. O Standard & Poor's 500 perdeu 0,81 por cento, para 1.087 pontos.

Contudo, os índices avançaram pela segunda semana consecutiva. O S&P 500 apreciou-se 1,5 por cento, enquanto o Nasdaq ganhou 0,8 por cento. O Dow subiu 1,3 por cento, mas terminou abaixo dos 10 mil pontos, após quebrar no início da semana essa barreira psicológica pela primeira vez em um ano.

A General Eletric, que produz desde peças de aeronaves a refrigeradores, divulgou uma queda de 20 por cento na receita, enquanto o Bank of America informou um prejuízo de 1 bilhão de dólares, provocado tanto pelos negócios quanto pelos gastos dos consumidores ainda fracos.

"Conforme entramos no terceiro trimestre, houve uma hipersensibilidade à qualidade do crescimento de alto padrão", disse o presidente da Zecco Trading, Michael Feser, em Nova York.

"Investidores estão relacionando isso à economia, tentando determinar se esses resultados que estão sendo divulgados são de qualidade e se isso se traduz numa recuperação econômica sólida"

Os balanços contrastaram fortemente com os de JP Morgan e Intel, anunciados no início desta semana, que superaram as previsões de Wall Street e tinham ajudado o Dow Jones a avançar acima dos 10 mil pontos por duas sessões consecutivas.

Analistas afirmaram que investidores podem ter se mostrado otimistas demais acerca da temporada de balanços, contrariamente ao segundo trimestre, quando as expectativas eram baixas. A busca por crescimento nas receitas tem sido o elemento-chave depois que os dois últimos trimestres foram caracterizados por cortes de custos.

As ações do Bank of America caíram 4,6 por cento, ao passo que as da GE cederam 4,2 por cento.

Dados mostrando fraqueza na confiança do consumidor pressionaram mais ainda o mercado nesta sexta-feira e ofuscaram um relatório informando que a produção industrial cresceu em setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.