Boi: vacinação contra aftosa e raiva termina hoje em São Paulo

Ribeirão Preto, 30 - O prazo estabelecido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento para que os rebanhos de bovinos e bubalinos do Estado de São Paulo sejam vacinados contra a febre aftosa termina hoje. A segunda etapa da campanha de vacinação, realizada durante este mês de novembro - a primeira ocorreu em maio -, pretende imunizar o rebanho formado por 14,3 milhões de cabeças. De acordo com a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), o pecuarista tem até o dia 7 de dezembro para comprovar a vacinação, junto ao Escritório de Defesa Agropecuária (EDA) da região. O criador que realizar a vacinação fora do prazo estabelecido, está sujeito às penalidades previstas pela legislação, que neste caso é de 5 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps), ou R$ 62,45, por cabeça. Deixar de comunicar a vacinação implica em multa de 3 Ufesps, ou R$ 37,47, por cabeça. São Paulo está há oito anos sem registrar casos da doença e é considerado zona livre da febre aftosa com vacinação pela Organização Internacional de Epizootias (OIE). Além da vacinação contra a aftosa em todo o Estado, em 16 regiões (Bragança Paulista, Campinas, Franca, Guaratinguetá, Itapetininga, Itapeva, Mogi das Cruzes, Mogi Mirim, Orlândia, Pindamonhangaba, Piracicaba, Registro, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, São Paulo e Sorocaba) termina também a vacinação contra a raiva dos herbívoros. Nesse caso, além de bovinos e bubalinos, são vacinados os eqüinos, ovinos e caprinos, num total de 4 milhões de cabeças. O prazo para comprovar a vacinação também termina no próximo dia 7 e o criador que não vacinar e não comprovar a vacinação sofrerá as mesmas penalidades estabelecidas para a febre aftosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.