Bolívia aprova participação da Petrobras em bloco de gás

A Assembleia Legislativa da Bolívia aprovou nesta sexta-feira a incorporação da Petrobras, com participação de 30 por cento, ao consórcio que explorará a partir do ano que vem o campo de gás Itaú, no departamento de Tarija.

REUTERS

17 de dezembro de 2010 | 22h27

A mudança de um contrato de 2006 para a exploração do Bloco XX Tarija Oeste, onde fica Itaú, foi sancionada em um trâmite acelerado de apenas cinco dias por decisão política dos governistas, que controlam as duas câmeras legislativas.

"Itaú constitui uma prioridade nacional para cumprir com os compromissos assumidos em relação à exploração de gás natural". disse a estatal YPFB, que controla os hidrocarbonetos do país desde 2006, em comunicado.

A lei que aprovou a incorporação da Petrobras em Itaú foi votada pelo Senado na tarde do último dia de sessões legislativas do ano.

Originalmente a francesa Total detinha 75 por cento do bloco e os 25 por cento restantes pertenciam à British Gas. Com a entrada da Petrobras, a Total ficou com 41 por cento, a BG com 25 por cento e a YPFB com 4 por cento.

(Reportagem de Claudia Soruco)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRASBOLIVIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.