Bolívia diz que Petrobrás quer explorar 3 novos campos no país

Porta-voz do Ministério da Energia boliviano não soube dar detalhes sobre os campos

Renato Martins, da Agência Estado,

19 de janeiro de 2011 | 19h28

Um funcionário do governo da Bolívia disse que a Petrobrás planeja explorar petróleo e gás natural em três novos campos no país. Um porta-voz do Ministério da Energia boliviano não soube dar detalhes sobre esses campos e funcionários da divisão internacional da Petrobrás não estavam disponíveis para comentar o informe.

Nesta terça-feira, o presidente da estatal Yacimientos Petroliferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Carlos Villegas, havia dito à agência de notícias boliviana ABI que a Petrobrás "tomou a decisão de continuar na Bolívia e, como resultado, ela quer entrar em novos projetos de exploração. Nosso relacionamento é formal. Já selecionamos três áreas para eles explorarem. Agora, estamos esperando a documentação da Petrobrás".

O informe saiu cerca de um mês depois de a Petrobrás anunciar que pagaria US$ 13,2 milhões à francesa Total por uma participação de 30% no campo de gás natural boliviano de Itau. Embora tenha perdido algumas operações na Bolívia quando o governo do presidente Evo Morales nacionalizou o setor de gás, em 2006, a Petrobrás ainda opera parcialmente os campos de San Alberto e San Antonio, próximos de Itau.

Segundo a ABI, a Bolívia tem 43 contratos de exploração assinados com 12 empresas de petróleo e gás e a YPFB está negociando acordos para a exploração de outros 32 campos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásBolíviapetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.