Bologna deixa comando da TAM, David Barioni assume

A TAM, maior companhia aérea do país,anunciou nesta quarta-feira a troca de seu presidente: saiMarco Antonio Bologna, que estava no comando desde janeiro de2004, e entra David Barioni, que ocupava a diretoria deoperações da empresa desde setembro, vindo da rival Gol . Em comunicado, a TAM informou que Bologna renunciou aocargo "para assessorar a holding TAM Empreendimentos eParticipações, empresa pertencente ao bloco de controle". Aindasegundo a empresa, a mudança foi aprovada pelo Conselho deAdministração da TAM dentro do processo de sucessão iniciado emmarço. Barioni, que foi vice-presidente técnico da Gol, atua há 25anos na indústria da aviação. "Foi Barioni que idealizou todo o sistema da Gol,implementando essa nova forma de atuar na aviação brasileira",comentou Ronald Ambar, vice-presidente da Chang Express,operadora norte-americana de viagens que tem parceria com aTAM, referindo-se ao modelo de baixos custos da empresa aéreada família Constantino. O setor aéreo brasileiro enfrenta crise desde setembro doano passado, quando a queda de um Boeing da Gol trouxe à tonaproblemas com controladores de vôo. Em julho deste ano, umoutro grave acidente, envolvendo um Airbus da TAM, aprofundou asituação aérea do país. "O problema aéreo no Brasil é uma coisa séria, sobretudo naTAM. E Estava refletindo em todo o mercado dos agentes deviagens, estava precisado de uma nova liderança", opinou Ambar. Para o vice-presidente da Chang Express, ainda é cedo paraavaliar se haverá mudanças na gestão da TAM que sejamprejudiciais aos operadores de turismo. Ele lembrou que a malhade vôos internacionais da TAM e da Gol são completamentediferentes e, por isso, demandam estratégias de negóciodistintas. Em 9 de novembro, a TAM divulgou queda de 77 por cento nolucro do terceiro trimestre. O resultado foi prejudicado poraumento de custos e diminuição de receitas no período, marcadopela explosão de uma aeronave da empresa ao tentar aterrissarno aeroporto de Congonhas, em São Paulo. No segundo trimestre, a TAM havia registrado seu segundoprejuízo trimestral em quase 2 anos. (Reportagem de Cesar Bianconi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.