Bolsa dos EUA caem pelo segundo dia por Cisco e tecnologia

As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em baixa nesta quinta-feira, ainda que tenhamficado bem acima dos menores níveis do dia, ajudadas pelarecuperação das ações financeiras. As ações caíram pelo segundo dia consecutivo nestaquinta-feira, lideradas pelo índice tecnológico Nasdaq, queteve forte baixa após comentários problemáticos vindos da Ciscode que a crise do crédito estava prejudicando a demanda declientes importantes, incluindo bancos. O Dow Jones teve queda de 0,25 por cento, encerrando a13.266 pontos. O Standard & Poor's 500 oscilou negativamente em0,06 por cento, a 1.474 pontos. O Nasdaq perdeu 1,92 por cento,fechando a 2.696 pontos. Uma reviravolta no fim do dia, entretanto, com investidorescobrindo posições sobre o setor financeiro, fez os índicesrecuperarem terreno e se afastarem dos piores níveis do dia. O presidente-executivo da Cisco disse nesta quarta-feiraque a maior fabricante de equipamentos de rede paracomputadores havia sofrido uma forte queda em encomendas debancos e varejistas, trazendo preocupações sobre as projeçõesde crescimento da empresa. "Eles (os comentários da Cisco) pegaram as ações queestavam indo bem... e as que estavam imunes à história dosubprime (mercado imobiliário de alto risco)", disse StephenMassocca, co-presidente-executivo da Pacific Growth Equities. Ecoando preocupações semelhantes sobre a economia, ochairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, colocou mais ênfaseem atitudes cautelosas. Segundo ele, a economia enfrenta riscostanto no crescimento quanto na inflação. (Reportagem adicional de Jennifer Coogan)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.