Bolsas de NY caem em meio a baixo volume e dados sem rumo comum

As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em leve queda nesta terça-feira, rompendo uma série de seis sessões de altas, com os investidores encontrando poucas razões para levantar as ações em meio a um volume bastante reduzido com a aproximação do fim do ano.

REUTERS

29 de dezembro de 2009 | 20h31

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, teve oscilação negativa de 0,02 por cento, para 10.545 pontos. O Nasdaq caiu 0,12 por cento, para 2.288 pontos. O Standard & Poor's 500 perdeu 0,14 por cento, para 1.126 pontos.

O recuo dos índices neste pregão interrompeu uma série de seis dias de ganhos. Ainda assim, o S&P 500 ainda acumula valorização de 25 por cento no ano.

Dados mostrando uma melhora na confiança do consumidor foram ofuscados por um relatório sobre o mercado imobiliário apontando mais pedras no caminho da recuperação.

A confiança do consumidor dos EUA subiu mais que o esperado em dezembro, para uma leitura de 52,9, maior nível em três meses. Por outro lado, os preços dos imóveis em 20 áreas metropolitanas ficaram estáveis em outubro, não correspondendo às expectativas.

A notícia do setor de imobiliário motivou a queda de 0,3 por cento no índice Dow Jones para o segmento de construção de casas.

O volume negociado neste pregão foi o menor do ano, segundo a Birinyi Associates, com muitos dos agentes fora do mercado antes o feriado de Ano Novo.

(Por Caroline Valetkevitch)

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.