Bolsas dos EUA caem mais de 4% com apreensão sobre plano

Os mercados acionários dos Estados Unidos tombaram mais de 4 por cento nesta terça-feira, à medida que investidores castigaram as ações de bancos diante das preocupações de que o plano revisado para dar suporte ao setor financeiro não seja suficiente para descongelar os mercados de crédito e aliviar a recessão que se aprofunda. O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 4,62 por cento, para 7.888 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 4,20 por cento, para 1.524 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 4,91 por cento, para 827 pontos. O índice Dow Jones teve sua maior perda diária desde 1o de dezembro. As quedas aceleraram depois que o Departamento do Tesouro norte-americano apresentou o tão esperado plano de resgate ao setor financeiro, dizendo que deve gastar 2 trilhões de dólares para remover os ativos bancários ruins e reavivar o empréstimo para consumo. Mas investidores estavam desapontados com a falta de detalhes sobre como o governo limpará os ativos tóxicos que pesam sobre o setor financeiro. "Este não é um plano com contornos nítidos. É similar a planos antigos... Isso não é o que os investidores estão procurando", disse Bucky Hellwig, analista da Morgan Asset Management em Birmingham. (Reportagem de Chuck Mikolajczak)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.