Bolsas dos EUA fecham em alta após decisão do Fed

As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em alta nesta sexta-feira, encerrando umasemana turbulenta depois de o Federal Reserve cortar a taxa deredesconto, em um movimento emergencial para estabilizar osmercado de crédito e manter a economia norte-americana nostrilhos. O índice Dow Jones --principal indicador da Bolsa de NovaYork-- subiu 1,82 por cento, a 13.079 pontos. O Standard &Poor''s 500 avançou 2,46 por cento, a 1.445 pontos. O Nasdaqganhou 2,2 por cento, a 2.505 pontos. Os mercados mundiais de ações caíram com força nos últimosdias, já que os investidores têm abandonado os ativos maisarriscados em meio aos problemas com financiamentosimobiliários de alto risco nos EUA --que se espalharamrapidamente em outros tipos de crédito. Os papéis de bancos e corretoras, abatidos na turbulência,lideraram o rali e o índice financeiro do S&P saltou 3,6 porcento. As ações do JPMorgan Chase avançaram 3,4 por cento e asdo Citigroup ganharam 2,7 por cento. As ações de energia ajudaram a estimular o rali, já que asurpreendente decisão do Fed na taxa de redesconto alivioualgumas preocupações com uma possível desaceleração nos EUA, oque afetaria a demanda por petróleo. A ameaça do furacão Dean, que está rumando à área deprodução no Golfo do México, também elevou os preços dacommodity. "As ações estão com uma alta decente, indicando que algunsdos piores medos de uma crise de liquidez estão sendoaliviados", afirmou John Praveen, estrategista-chefe doPrudential International Investments Advisers LLC em Newark,New Jersey. "Mas eu não acho que esse é o fim. Nós devemos ver maisalgumas sessões de medo e volatilidade nas próximas semanas."

KRISTINA COOKE, REUTERS

18 de agosto de 2007 | 12h16

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSWALLSTFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.