Bolsas dos EUA reavaliam plano para bancos e realiza lucros

As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram a terça-feira em queda, à medida que investidores pararam para repensar a chance de sucesso do plano do governo para limpar os balanços de bancos, um dia após reagir com euforia ao programa.

EDWARD KRUDY, REUTERS

24 de março de 2009 | 18h14

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, fechou em baixa de 1,49 por cento, a 7.660 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq perdeu 2,49 por cento, para 1.517 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 2,03 por cento, a 806 pontos.

Ações de bancos, que tiveram na segunda-feira o melhor dia em pelo menos 16 anos, levaram Wall Street para baixo desta vez. Investidores realizaram lucros em meio a questionamentos se o plano do governo para usar até 1 trilhão de dólares em compras de ativos tóxicos de bancos vai funcionar.

O índice do setor financeiro S&P perdeu 6,5 por cento. Os papéis do Bank of America caíram 8,3 por cento, para 7,15 dólares, os do JP Morgan Chase & Co tiveram queda de 9,2 por cento, a 26,22 dólares, enquanto os do Goldman Sachs cederam 1,4 por cento, a 110,33 dólares.

"Há uma quantidade justa de debate sobre o que tem sido proposto... e se isso verdadeiramente vai resolver o problema ou não", disse Paul Nolte, diretor de investimentos na Hinsdale Associates em Hinsdale, Illinois.

Ações de empresas de tecnologia, que exibiram ganhos de 22 por cento desde o dia 9 de março segundo o índice de tecnologia da informação do S&P, estiveram entre as maiores quedas do dia.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.