Bolsas dos EUA recuam com dúvidas sobre ritmo da recuperação

As bolsas norte-americanas recuaram nesta quarta-feira devido à realização de lucros, levando o índice S&P 500 à quarta queda consecutiva. A divulgação dos fracos dados de moradias nos Estados Unidos alimentou as dúvidas sobre o ritmo da recuperação econômica.

ELLIS MNYANDU, REUTERS

28 de outubro de 2009 | 19h38

Os setores financeiro, industrial, de tecnologia e de matérias-primas, que lideraram a alta do mercado desde março, carregaram o peso da queda, com investidores reavaliando suas apostas.

"Os dados de moradia definitivamente criaram um motivo a mais para o mercado cair", disse Mike O'Rourke, chefe de estratégia de mercado da corretora institucional BTIG, em Nova York. "Muitas pessoas perceberam que estamos num momento de correção e estão sendo cautelosas".

O índice Nasdaq também registrou sua quarta queda consecutiva. A realização de lucros desta quarta-feira marcou o pior dia de perdas para o mercado como um todo em quase um mês.

O índice S&P 500 avançou 54,1 por cento desde que atingiu seu nível mais baixo em 12 meses, em 9 de março. No fechamento desta quarta-feira, o índice registrou uma queda de 5,04 por cento ante seu pico pós-março de uma semana atrás, em 19 de outubro.

O índice Dow Jones referência da bolsa de Nova York, recuou 1,21 por cento, para 9.762 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 2,67 por cento, para 2.059 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 1,95 por cento, para 1.042 pontos.

O índice CBOE de volatilidade, principal indicador de temores em Wall Street, terminou o dia em alta de 12,4 por cento, maior aumento em um só dia desde agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.