Bolsas dos EUA sobem com postura defensiva e ações baratas

As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em alta nesta quarta-feira, com o Nasdaqinterrompendo uma série negativa de oito dias, com investidoresbuscando setores menos expostos a uma desaceleração, comoassistência médica, em meio a temores de recessão. O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York,avançou 1,16 por cento, para 12.735 pontos. O termômetro detecnologia Nasdaq subiu 1,39 por cento, para 2.474 pontos,enquanto o índice Standard & Poor's 500 teve valorização de1,36 por cento, para 1.409 pontos. Foi o primeiro dia do ano em que os três índices fecharamem alta. Depois do pior começo de ano da história, com a maior quedajá registrada nos primeiros cinco dias, os investidoresvasculharam o mercado por barganhas em grandes nomes detecnologia, como Apple e Microsoft . As ações de empresas como a farmacêutica Merck e aCoca-Cola também ajudaram a impulsionar os índices após oGoldman Sachs ser mais um a alertar para uma recessão. O bancode investimento afirmou que o Produto Interno Bruto (PIB) dosEstados Unidos vai se contrair em 1 por cento em uma taxaanualizada nos segundo e terceiro trimestres. "Certamente chegamos a níveis muito baixos com toda aincerteza sobre as taxas de juros e a economia", disse FrankLesh, analista de futuros e corretor da FuturePath Trading LLC,em Chicago. "Sempre vamos ter pessoas procurando compras apreços baixos." (Reportagem de Kristina Cooke)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.