Bolsas dos EUA sobem puxadas por dados de serviço e commodities

As bolsas norte-americanas fecharamalta nesta quarta-feira em meio a sinais de que o setor deserviços pode não está fraco quanto se temia, o que acalmou aspreocupações dos investidores sobre uma possível recessão. Os altos preços das commodities também contribuíram, aoimpulsionarem as ações de energia e de mineradoras. O índice Dow Jones teve alta de 0,34 por cento, a 12.254pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 0,52 por cento, a 1.333pontos. O Nasdaq avançou 0,55 por cento, a 2.272 pontos. Dados sobre o setor de serviços, que corresponde apraticamente 80 por cento da economia, caíram menos do que oesperado, apagando o surpreendente declínio no emprego do setorprivado no mês de fevereiro. Uma enorme queda nas reservas norte-americanas de petróleoimpulsionou a commodity para mais um recorde, o que por sua vezelevou as ações das petrolíferas. Os altos preços do metal apoiaram as ações de mineradoras,incluindo as da Freeport McMoRan Copper & Gold, que subiram 5,2por cento. Os dados do Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM nasigla em inglês) mostraram uma deterioração menor no vastosetor de serviço em fevereiro, o que deu suporte ao mercado. "É certamente bom ver um pouco de alta para variar", dissePeter Jankovskis, diretor de pesquisas da OakBrook InvestmentsLLC. O relatório sobre o setor de serviços do ISM "sugere queexiste ainda força lá fora e que a economia está começando areacelerar", disse ele. (Reportagem de Ellis Mnyandu)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.