Bolsas nos EUA caem por preocupação com economia

O mercado de ações norte-americano fechou em baixa nesta segunda-feira, quando temores sobre o ritmo da recuperação econômica ofuscaram dados positivos de gastos e renda do consumidor nos Estados Unidos. A sessão teve o menor volume de operações do ano.

RODRIGO CAM, REUTERS

30 de agosto de 2010 | 17h54

O sentimento de incerteza do mercado pesou mais sobre setores associado ao crescimento econômico, como bancos e ações relacionadas ao consumidor. O Bank of America registrou queda de 2,5 por cento, para 12,32 dólares, enquanto a varejista Nordstrom despencou 5,2 por cento, a 28,72 dólares.

Os gastos do consumidor nos EUA tiveram a maior aceleração em quatro meses em julho, enquanto a leva alta nos dados de renda ficou abaixo do esperado por analistas. A expectativa de que dados adicionais esta semana confirmarão queda nos empregos em agosto também alimentou a cautela dos investidores.

"O consumidor não tem capacidade de crescimento acelerado", disse o vice-presidente de investimentos da Stewart Capital Advisors, Malcolm Polley.

"Não há incentivo para as pessoas gastarem. Elas continuam pagando dívidas, e isso indica uma recuperação menos acelerada que o ideal".

No fechamento da sessão, o índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 1,39 por cento, para 10.009 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 1,56 por cento, para 2.119 pontos. O índice Standard & Poor's 500 desvalorização de 1,47 por cento, para 1.048 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.