Bolsas nos EUA sobem e S&P fecha em patamar recorde por menor preocupação com Fed

O índice Dow Jones subiu 0,4%, para 17.137 pontos; o S&P 500 teve variação positiva de 0,5%, a 2.007,71 pontos, enquanto o Nasdaq Composite ganhou 0,45%, a 4.582 pontos

Reuters

05 de setembro de 2014 | 18h33

As ações norte-americanas fecharam em alta nesta sexta-feira, levando o S&P 500 a atingir novo patamar recorde de alta. Os dados fracos sobre o mercado de trabalho nos EUA acabaram sendo interpretados como um sinal de que o banco central norte-americano não irá elevar as taxas de juros tão cedo.

No mês de agosto, foram criadas 142 mil vagas de trabalho nos EUA, ante expectativa de criação de 225 mil postos. No início da tarde, no entanto, os principais índices viraram para o positivo, liderados por ações de empresas de serviços públicos.

Membros do Federal Reserve, o BC norte-americano, têm deixado claro que o mercado de trabalho ainda está em dificuldades, o que parcialmente justifica taxas de juros baixas.

O índice Dow Jones subiu 0,4%, para 17.137 pontos. O S&P 500 teve variação positiva de 0,5%, a 2.007,71 pontos, enquanto o Nasdaq Composite ganhou 0,45%, a 4.582 pontos.Na semana, o Dow Jones e o S&P subiram 0,2% e o Nasdaq ganhou 0,06%.

O índice de empresas de serviços públicos subiu 1,2%, com os investidores buscando o rendimento proporcionado por esses papéis, já que os juros dos bônus caíram em resposta aos dados do mercado de trabalho. Ações de serviços públicos geralmente se beneficiam da queda dos rendimentos dos títulos, porque essas empresas pagam dividendos relativamente altos.

(Por Akane Otani)

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.