Bombardier lucra US$ 148 milhões no 1º trimestre

A fabricante de aviões e trens canadense Bombardier teve lucro líquido de US$ 148 milhões no primeiro trimestre deste ano, em comparação aos US$ 155 milhões no mesmo período do ano passado. O lucro ajustado subiu 4%, para US$ 156 milhões. Por ação, o lucro ficou em US$ 0,08, o mesmo registrado um ano antes e em linha com a previsão dos economistas.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

09 de maio de 2013 | 08h37

A receita da companhia aumentou para US$ 4,34 bilhões, de US$ 3,5 bilhões nos três primeiros meses de 2012. A estimativa dos analistas era de uma receita menor, de US$ 4,17 bilhões. A divisão aeroespacial da empresa contribuiu para US$ 2,3 bilhões da receita total, mais do que o US$ 1,5 bilhão de um ano antes. O Ebit da Bombardier subiu para US$ 240 milhões no primeiro trimestre, equivalente a 5,5% das receitas, em comparação aos US$ 188 milhões, ou 5,4% das receitas, um ano antes.

A Bombardier informou que entregou 53 aeronaves no primeiro trimestre deste ano, acima de 37 no mesmo período do ano passado. As entregas incluíram 39 jatos executivos, também acima dos 29 entregues um ano antes. No total, a empresa tinha encomendas no valor de US$ 63 bilhões no fim de março, levemente abaixo de US$ 64,9 bilhões no fim de 2012.

"O segmento aeroespacial está mostrando aumento nas entregas, na receita e no Ebit, e os testes com os modelos CSeries estão progredindo bem", declarou Pierre Beaudoin, presidente e executivo-chefe da empresa, destacando que o modelo deve fazer o primeiro voo no próximo mês. A Bombardier apresentou os esperados modelos CSeries, que concorrerão diretamente com jatos menores das rivais Boeing e Airbus e deverão começar a ser entregues em meados de 2014. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Bombardierbalanço1º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.