BP diz assumir 'total responsabilidade' por vazamento

A companhia britânica de petróleo BP está "assumindo total responsabilidade" pelo vazamento de petróleo no Golfo do México e vai pagar "indenizações legítimas" originadas do desastre, afirmou Sheila William, porta-voz da empresa. Sheila afirmou à AFP que a BP está pronta para assumir os custos relacionados à limpeza e ao reembolso de danos sofridos com o que pode se tornar um dos piores vazamentos de petróleo da história.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

30 de abril de 2010 | 12h57

O vazamento atingiu a costa da Louisiana hoje, ameaçando o surgimento de uma calamidade ambiental. Mais de 200 mil barris de petróleo por dia estão sendo expelidos para dentro do Golfo do México desde que uma plataforma operada pela BP explodiu e afundou, na semana passada.

Os comentários da BP foram feitos depois que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, atribuiu a responsabilidade e os custos do desastre à companhia. Autoridades observaram que, sob a lei norte-americana sancionada depois do vazamento provocado por um acidente com o cargueiro Exxon Valdez no Alasca, em 1989, o proprietário ou o operador da instalação produtora é responsável pelos custos com a limpeza e os danos de um vazamento.

A BP arrendou a plataforma da Transocean, uma empreiteira com sede em Houston, EUA. Vários processos já foram abertos contra a BP e a Transocean relacionados ao vazamento de petróleo ou à explosão da plataforma. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleovazamentoBP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.