BP Energy atuará em 7 bacias na exploração de petróleo

A BP Energy será operadora em dois dos oito blocos de águas profundas adquiridos na 11ª Rodada de Licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizada nesta terça-feira, 14. Com o resultado, a empresa amplia de 14 para 22 o número de concessões no Brasil.

SABRINA VALLE, Agencia Estado

15 de maio de 2013 | 13h01

A empresa está no consórcio responsável pela maior oferta do leilão, R$ 345,9 milhões pelo bloco em mar do Foz do Amazonas número 57 que compartilhará com a operadora Total (40%) e Petrobras (30%).

Também participa do consórcio, de mesma composição, que pagou R$ 214,4 milhões pelo bloco 88 da mesma bacia. Com isso, a empresa passa a atuar em sete bacias: Campos, Camamu-Almada, Ceará, Barreirinhas, Parnaíba, Potiguar e Foz do Amazonas.

A BP também assumiu com a Petrogal compromisso de explorar os blocos FZA-M-57, FZA-M-59, FZA-M-86, FZA-M-88, FZA-M-125 e FZA-M-127, na Bacia do Foz do Amazonas, BAR-M-346, na Bacia de Barreirinhas, e POT-M-764, na Bacia Potiguar. A BP será operadora com 70% de participação no bloco FZA-M-59, pelo qual o consórcio pagou R$ 44,5 milhões, e com 50% de participação no bloco BAR-M-346, pelo qual o consórcio pagou R$ 80,9 milhões.

"A BP está muito satisfeita com o resultado. Com essas aquisições, aumentaremos nossa presença exploratória em áreas de fronteira ao longo da margem equatorial brasileira", afirmou, em nota, Mike Daily, vice-presidente executivo de exploração da BP.

Tudo o que sabemos sobre:
ANPleilãoBP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.