BP reverte lucro e tem prejuízo afetada por vazamento

A petroleira britânica BP teve prejuízo líquido de US$ 1,39 bilhão no segundo trimestre deste ano, em comparação com o lucro líquido de US$ 5,72 bilhões no mesmo período do ano passado. Na mesma comparação, o lucro ajustado - que exclui ganhos ou perdas com estoques - despencou 96%, para US$ 238 milhões, de US$ 5,41 bilhões. A receita diminuiu para US$ 94,89 bilhões no segundo trimestre, de US$ 103,95 bilhões um ano antes.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

31 de julho de 2012 | 09h03

A companhia teve de reduzir o valor de seus ativos em US$ 5 bilhões durante o segundo trimestre, incluindo algumas refinarias, recursos de gás de xisto e um projeto de petróleo no Alasca suspenso. Mesmo excluindo esses itens extraordinários, analistas afirmaram que o desempenho da empresa foi fraco, pressionado pelos efeitos de longo prazo do vazamento de petróleo na plataforma Deepwater Horizon, em 2010.

O lucro da BP sem incluir itens excepcionais como as baixas contábeis de ativos foi de US$ 3,69 bilhões, uma queda de 35% sobre os US$ 5,71 bilhões no segundo trimestre do ano passado. O resultado ficou bem abaixo da previsão dos analistas ouvidos pela Dow Jones de US$ 4,49 bilhões. O número também foi o menor para esse dado desde o segundo trimestre de 2009.

O programa de venda de ativos de US$ 38 bilhões da BP, adotado para ajudar a cobrir os gastos com o vazamento de petróleo no Golfo do México, reduziu a produção de petróleo e gás da companhia. A produção total da BP somou 2,275 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/dia), um declínio de 7,4%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BPbalançosegundo trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.