MARCOS DE PAULA/AGENCIA ESTADO/AE
MARCOS DE PAULA/AGENCIA ESTADO/AE

BR Distribuidora: oferta de ações detidas pela Petrobrás pode ultrapassar R$ 9 bi 

Total de 25% a 33,75% da participação detida pela estatal brasileira será colocada à venda

Luana Pavani, O Estado de S.Paulo

04 de julho de 2019 | 08h57

Saiu nesta quarta-feira, 3, o aviso ao mercado da oferta de ações da BR Distribuidora, na qual a vendedora é a Petrobrás. Neste follow on (oferta subsequente), será colocada de 25% a 33,75% da participação detida pela estatal brasileira na distribuidora de combustíveis.

A quantidade inicial de ações na oferta, que ocorre no Brasil e com esforços no exterior, é de 291.250.000 ações ordinárias, com opção de lote adicional de 20% e suplementar de 15%. Se exercidos totalmente, ao preço do fechamento da ação no pregão de terça, R$ 23,60, a operação pode movimentar cerca de R$ 9,27 bilhões.

Pessoas físicas podem participar no âmbito da oferta de varejo, com no mínimo 10% e, a critério dos coordenadores da oferta e do acionista vendedor, no máximo, 20% do total das ações, com pedidos de investimento de R$ 1 mil (mínimo) até R$ 1 milhão (máximo). O período de reserva começa dia 10 e se encerra em 22/07. No dia seguinte, 23, o preço da ação será definido, com o fechamento do procedimento de coleta de intenções de investimento, o bookbuilding, iniciado nesta quarta-feira.

A previsão de obter o registro da oferta pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é no dia 24 de julho, seguido pelo início das negociações das ações da oferta na B3 no 25/07 e a liquidação, dia 26.

Os bancos coordenadores são JPMorgan (líder), Citi, BofA Merrill Lynch, Credit Suisse, Itaú BBA e Santander

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.