Bradesco e BB podem fazer IPO da CBSS (Visa Vale)

O Bradesco e o Banco do Brasil (BB) não descartam fazer a abertura de capital da Companhia Brasileira de Soluções e Serviços (CBSS), dona do cartão de benefícios Visa Vale. "O assunto não é pauta imediata, mas está no radar e pode vir a acontecer", disse hoje o vice-presidente de Cartões e Novos Negócios de Varejo do BB, Paulo Cafarelli, em teleconferência com a imprensa. "A empresa tem histórico parecido com a Cielo (empresa dos dois bancos que fez IPO em 2009)", complementou.

ALTAMIRO SILVA JÚNIOR, Agencia Estado

26 de abril de 2010 | 14h27

Os dois bancos não descartam também a mudança na composição acionária da CBSS. A bandeira Visa tem participação de 10% no capital da CBSS - os 90% restantes estão com os dois bancos. "A prioridade foi negociar a participação do Santander. Hoje a Visa é nossa sócia. Daqui a pouco pode mudar", disse Cafarelli.

Na sexta-feira, Bradesco e Banco do Brasil fizeram proposta de compra da participação do Banco Santander na CBSS e na Cielo pelo valor total de R$ 1,6 bilhão.

O Bradesco fez proposta de R$ 425 milhões para comprar 2,09% da Cielo. Também propôs a compra da participação de 10,67% do banco espanhol na CBSS por R$ 139,2 milhões.

Já a proposta do BB feita ao Santander é para o pagamento de R$ 1,1 bilhão (R$ 60,8 milhões referentes a transação da CBSS e R$ 1,039 bilhão na Cielo).

O Bradesco e o Banco do Brasil passarão a deter, cada um, o equivalente a 28,65% do capital social da Cielo. Na CBSS, a participação do BB sobe de 40,35% para 45,0%; a do Bradesco passa de 34,33% para 45%.

Segundo Marcelo Noronha, diretor da Bradesco Cartões, a aquisição mostra o interesse do banco no setor de cartões, que vem crescendo 20% ao ano. "Também mostra a confiança do banco nas duas empresas", disse o executivo.

Tudo o que sabemos sobre:
cartõesVisa ValeIPOBradescoBB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.