Bradesco lucra R$2,2 bi no 4.º tri e bate recorde no ano

Banco considerado o maior privado do País tem ganho de R$ 8 bilhões no acumulado de 2007

Cesar Bianconi, da Reuters,

28 de janeiro de 2008 | 09h08

O Bradesco divulgou nesta segunda-feira, 28, lucro líquido de R$ 2,193 bilhões no quarto trimestre, expansão de quase 29% sobre o mesmo período de 2006. No acumulado de 2007, o maior banco privado do País teve ganho recorde de R$ 8,010 bilhões.   O Bradesco foi o primeiro dos grandes bancos do Brasil a anunciar resultados referentes ao quarto trimestre e a 2007. O retorno sobre o patrimônio líquido médio - importante indicador da rentabilidade de um banco - foi de 31,4% no ano passado, estável na comparação com 2006.   Nos últimos anos, os lucros dos bancos no país têm sido impulsionados pela forte expansão do crédito. No caso do Bradesco, a carteira de crédito total (considerando avais, fianças e recebíveis de cartões de crédito) atingiu R$ 161,407 bilhões no fim de 2007, expansão anual de 38,9%.   As operações com pessoas físicas totalizaram R$ 59,277 bilhões, crescimento de 34,2%, e as operações com pessoas jurídicas atingiram R$ 102,130 bilhões, avanço de 41,7%.   O banco encerrou 2007 com ativos totais de R$ 341,184 bilhões, alta de 28,5% sobre dezembro do ano anterior. Em 2006, o Bradesco teve lucro líquido de R$ 5,054 bilhões. O ganho foi reduzido por amortizações de ágios de aquisições.

Mais conteúdo sobre:
Bradesco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.