Bradesco planeja abrir corretora em Hong Kong

Nova unidade deverá ser inaugurada até abril de 2011; banco também planeja ampliar as corretoras de Nova York e Londres

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

31 de agosto de 2010 | 14h21

O Banco Bradesco pretende abrir uma corretora em Hong Kong até o ano que vem, disse o vice-presidente da instituição, Norberto Barbedo, em entrevista concedida à agência Dow Jones. "Procuramos um lugar em Hong Kong para instalar uma corretora até abril de 2011", afirmou. O executivo disse também que as corretoras do Bradesco em Nova York e Londres serão ampliadas em novembro e que a unidade Bradesco Luxemburgo terá seu nome alterado para Bradesco Europa.

Barbedo comanda as operações internacionais do banco por meio da unidade Bradesco BBI. Segundo ele, o quadro de funcionários da corretora de Nova York será elevado de 22 para 30 funcionários, enquanto em Londres, o escritório passará a contar com oito funcionários, dos seis atuais.

O executivo afirmou que o Bradesco irá reestruturar as atividades em seu braço na Europa continental. "Mudaremos o nome de nossa unidade de Bradesco Luxemburgo para Bradesco Europa. Atualmente, temos 26 pessoas trabalhando lá e pretendemos elevar esse quadro para 40", afirmou o executivo. "As companhias brasileiras estão se tornando mais internacionais e têm demandado um banco brasileiro para atender a seus interesses", acrescentou.

O executivo observou que apesar do plano de expansão das atividades internacionais, o banco não tem intenção de adquirir outras instituições no exterior. "(Isto) não está em nosso radar", afirmou. As informações são da Dow Jones.

 
Tudo o que sabemos sobre:
BradescoHong Kongcorretora

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.