Bradesco planeja crescer até 17% no crédito em 2013

O diretor executivo do Bradesco, Luiz Carlos Angelotti, reiterou hoje que a expectativa do banco é a que a sua carteira de crédito expandida apresente crescimento de 13% a 17% neste ano. "Mantemos a expectativa de crescimento da carteira de crédito inalterada para 2013", reforçou ele, em conversa com jornalistas, nesta manhã, para comentar os resultados da instituição no primeiro trimestre deste ano.

ALINE BRONZATI E SILVIA ARAUJO, Agencia Estado

22 de abril de 2013 | 11h57

De acordo com Angelotti, o objetivo do Bradesco é trabalhar para conseguir aumentar a carteira de crédito no centro da meta, de 15%. Segundo ele, o primeiro trimestre veio "razoavelmente" em linha, considerando o quesito sazonalidade do início do ano, quando o crescimento a oferta de recursos é um pouco menor.

Sobre o número de calotes, Angelotti disse que o banco espera uma queda gradual da inadimplência e não que o indicador caia "muito rapidamente". "A redução do índice de inadimplência vai cair de maneira consistente. A queda da inadimplência de 4,1% para 4% ficou em linha com a nossa expectativa", avaliou.

Tudo o que sabemos sobre:
Bradescobalanço1º trimestrecrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.