Bradesco Seguros soma R$ 10,953 bilhões em prêmios

A Bradesco Seguros, braço de seguridade do banco, somou R$ 10,953 bilhões em prêmios emitidos no primeiro trimestre deste ano, aumento de 16,3% em 12 meses. O crescimento foi sustentado pelos segmentos de vida e previdência, capitalização e saúde, que cresceram acima de dois dígitos no período.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

22 de abril de 2013 | 08h13

Na comparação com os três meses anteriores, porém, foi vista retração de 17,1% nos prêmios emitidos. A redução no faturamento (prêmios) é justificada, conforme explica o Bradesco no relatório que acompanha as suas demonstrações financeiras, em função da concentração das contribuições de previdência privada, que ocorrem historicamente no último trimestre de cada exercício.

O lucro líquido da Bradesco Seguros foi de R$ 930 milhões de janeiro a março de 2013, aumento de 2,76% ante igual intervalo do ano passado. Em relação ao quarto trimestre, porém, foi vista queda de 3,53%.

O índice combinado, que mede a eficiência operacional da companhia, neste caso, quanto menor melhor, teve melhora. Ficou em 86,0% nos três primeiros meses do ano ante 86,6% no trimestre anterior. Em relação ao mesmo período do ano passado, foi registrada alta de 0,4 ponto porcentual.

De janeiro a março, o índice de sinistralidade da Bradesco Seguros ficou 69,6%, abaixo dos 70,5% vistos no quarto trimestre de 2012 e também dos 71,9% registrados em 12 meses.

O grupo segurador do Bradesco encerrou março com 42,9 milhões de clientes, aumento de 5,1% ante 12 meses e leve recuo de 0,5% na comparação com dezembro. A representatividade da Bradesco Seguros no resultado do banco foi de 31,6%, abaixo da fatia de 33% registrada nos três meses imediatamente anteriores.

Tudo o que sabemos sobre:
Bradescobalanço1º trimestreseguros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.