Brasil dá US$ 700 mi para Aerolíneas comprar da Embraer

Estatal argentina tomará dinheiro emprestado para comprar 20 aviões que serão entregues em até cinco anos

REUTERS

24 de março de 2009 | 19h49

O Brasil emprestará 700 milhões de dólares para a empresa de aviação estatal Aerolíneas Argentinas comprar 20 aviões da Embraer, informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta terça-feira.

Os jatos da Embraer modelo 190, que comportam 114 pessoas, serão entregues em até cinco anos, disse Ivan Ramalho, secretário-executivo do ministério.

"É uma contribuição muito importante para a manutenção dos empregos, não só na Embraer como também nas empresas que fornecem peças e insumos", afirmou Ramalho.

A Embraer informou em fevereiro a demissão de 20 por cento da força de trabalho, uma decisão que o sindicato contestou na Justiça, que acabou mantendo as demissões anunciadas pela companhia.

O governo da Argentina recentemente expropriou a Aerolíneas, a maior companhia aérea do país, e a transportadora Austral da grupo de turismo espanhol Marsans, argumentando que a proprietária havia feito má administração das empresas e que as havia posto em dívidas

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, encontrou-se com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Paulo na semana passada, para discutir medidas protecionistas do lado argentino em meio à crise financeira global.

(Reportagem de Ana Paula Paiva)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASEMBRAERFINANCIAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.