Brasil é 40º em ranking global de competitividade de TI

Nas Américas, País fica em quarto lugar, atrás ainda de Canadá e Estados Unidos, este o primeiro colocado

AE,

17 de setembro de 2009 | 11h07

O Brasil ocupa a 40ª posição no ranking global do índice 2009 de competitividade da indústria de tecnologia da informação, realizado pelo Economist Intelligence Unit. Em 2008, o País estava na 43ª colocação.

 

O estudo do EIU, com 66 países, mostra que os países que formam o bloco BRIC estão próximos no ranking: Rússia aparece em 38º lugar, China em 39º e a Índia, em 44º. Na América Latina, o Brasil fica atrás de Chile (27º), mas supera Argentina (41º), México (48º) e Colômbia (52º). Na região das Américas, o Brasil fica em quarto lugar, atrás ainda de Canadá e Estados Unidos, sendo que este se manteve em primeiro lugar no relatório mundial. Em segundo lugar no índice geral de países veio a Finlândia, que na edição 2008 era a 13ª colocada, principalmente devido ao avanço em pesquisa e desenvolvimento.

 

O relatório, patrocinado pela Business Software Alliance, aponta algumas medidas que os governos poderiam adotar para a melhoria dos indicadores de competitividade do setor de TI no longo prazo. Os seis fatores-chave elencados pelo EIU para a competitividade em TI são: oferta de mão de obra qualificada; uma cultura favorável à inovação; infraestrutura tecnológica de primeira linha; regime de proteção à propriedade intelectual; economia estável, aberta e competitiva; e inventivo do governo à promoção da tecnologia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.