Brasil e Argentina firmam acordo automotivo até 2013

Brasil e Argentina anunciaram nasexta-feira um acordo que mantém um sistema de comérciobilateral regulado de automóveis até 2013, quando o intercâmbioficará liberado. Segundo o acordo, assinado pelo secretário de Indústria daArgentina, Fernando Fraguío, e o secretário-executivo doMinistério do Desenvolvimento brasileiro, Ivan Ramalho, indicaque a Argentina poderá exportar 2,5 dólares por cada carroimportado, enquanto o Brasil poderá exportar 1,95 dólar paracada dólar importado da Argentina. O governo argentino disse em um comunicado que foi assinado"um acordo de 6 anos, com monitoramentos trimestrais paraavaliar as variáveis de investimento, produção e comércio. Aocumprir-se o quinto ano, em julho de 2013, se ingressará em umaetapa de comércio setorial sem restrições". No primeiro quadrimestre do ano, a Argentina exportou 1,098bilhão de dólares em veículos automotores, contra 660 milhõesno mesmo intervalo de 2007, segundo dados oficiais. Em contrapartida, o Brasil exportou à Argentina entrejaneiro e abril 895 bilhões de dólares em veículos, contra 595bilhões no mesmo período do ano passado. O comércio automotor entre os dois países, os maioressócios do bloco aduaneiro do Mercosul, tem sido regulado desdea década passada pela intenção da Argentina de fazer frente aogigantesco aparato produtivo do Brasil. (Reportagem de César Illiano)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.