GABRIELA BILO / ESTADAO
GABRIELA BILO / ESTADAO

Brasil ganha espaço em júri de Cannes Lions

País terá 24 representantes, entre profissionais que atuam no País e no exterior; brasileiros estarão presentes em novas categorias do festival

Fernando Scheller, O Estado de S.Paulo

16 Maio 2018 | 04h00

O Brasil chegará ao Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade com 24 jurados que hoje atuam em companhias nacionais e estrangeiras. Deste total, 19 vão representar empresas brasileiras – entre agências, consultorias e produtoras. Em 2018, o País conquistou espaço em novas categorias do festival, como Creative E-Commerce (que julga criatividade em negócios de venda online) e Social & Influencer.

+ Prêmio 'Desafio Estadão Cannes' divulga vencedores da quarta edição

 O Estadão, representante oficial do festival no Brasil, reuniu ontem os jurados selecionados neste ano em um evento realizado em São Paulo. O encontro incluiu palestra do publicitário Nizan Guanaes, que enfatizou a necessidade de os brasileiros se organizarem para conhecer as peças previamente. “É importante que se saiba quais trabalhos têm mais chance de prêmio, para que possamos defendê-los”, disse Nizan.

O diretor executivo comercial do Grupo Estado, Flávio Pestana, lembrou que o jornal representa Cannes Lions desde 2001. “Na época, o festival tinha quatro categorias; hoje, são 26. As mudanças pelas quais o festival passou refletem as transformações do mercado publicitário. Há vários anos nós estamos entre os três países que mais inscrevem e mais recebem Leões em Cannes”, disse Pestana. O Brasil trouxe 99 prêmios da Riviera francesa em 2017.

+ Cannes Lions anuncia jurados brasileiros para 16 categorias do festival

Estreias. A diretora executiva de criação da Isobar, Andréa Siqueira, está entre os profissionais que vão participar de um júri de Cannes Lions pela primeira vez. E ela vai estrear justamente em uma nova categoria: Creative E-Commerce. “Vai ser interessante ver as marcas que estão conseguindo mudar a jornada do consumidor, como hoje fazem o Spotify e o Uber, por exemplo”, disse. Ao ser escolhida para compor um júri, Andréa está fechando um ciclo com o festival. Em 2001, foi ao evento pela primeira vez, dentro do programa Young Lions, voltado a jovens talentos.

+ Saem finalistas da 4ª edição do ‘Desafio Estadão Cannes'

A lista de profissionais que atuam fora de agências e vão participar do júri de Cannes Lions 2018 inclui Kito Siqueira, fundador e sócio da produtora Satélite Áudio. Ele julgará Entertainment Lions for Music. “Acho que é uma categoria que pode premiar tanto uma marca tradicional quanto um artista (da indústria fonográfica), já que um clipe, por exemplo, pode ser visto como um material de promoção de um álbum.” 

O que dizem os jurados: 

“É a minha terceira vez como jurado em Cannes Lions. A mudança na categoria, para Radio & Audio, dá oportunidade para que outras peças que se utilizam apenas do som possam ser premiadas."

Álvaro Rodrigues, Jurado em Rádio & Áudio Lions

“A categoria de Film Craft é técnica. Temos de julgar a execução de fotografia, direção de arte, direção (de cena), edição e animação. Vai além apenas da temática e da ideia criativa da peça.”

Alberto Lopes, Jurado em Film Craft

“Em relações públicas, é importante que a ação parta de um dado 100% verdadeiro e que se relacione à essência da marca do cliente, para que ganhe aderência e profundidade.”

Patricia Bartuira, Jurada em PR Lions

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.