Brasil importará US$ 3 mi de produtos têxteis da Bolívia

Negócios foram fechados na primeira reunião da Missão Boliviana Comercial em São Paulo

EFE,

03 de setembro de 2009 | 13h30

Uma delegação de 30 exportadores bolivianos de produtos têxteis fechou negócios no valor de US$ 3 milhões com empresários brasileiros, segundo dados do Ministério de Desenvolvimento Produtivo e Economia Plural da Bolívia publicados nesta quinta-feira, 3, pela imprensa.

 

Estes negócios foram firmados na primeira reunião da Missão Boliviana Comercial em São Paulo, com a presença de 36 empresas e 15 médios e pequenos produtores do país, com as quais o Governo de La Paz prevê chegar aos US$ 21 milhões de exportação de têxteis.

 

Em São Paulo, "os empresários nacionais de têxteis fecharam contratos no valor de US$ 2 milhões, e intenções de negócios de US$ 3 milhões em exportações nacionais", afirmou a ministra do Desenvolvimento Produtivo boliviana, Patricia Ballivian.

 

A ministra explicou que a empresa Texticom, que é financiada pelo estatal Banco de Desenvolvimento Produtivo e formada por 120 microempresas, fechou um contrato de US$ 2 milhões, enquanto outras quatro firmas obtiveram negócios de US$ 1 milhão.

 

Em sua última visita à Bolívia, no final do mês passado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, anunciou que seu Governo aprovou um decreto para a exportação de produtos têxteis bolivianos ao Brasil com tarifa zero.

 

A ministra boliviana disse que o mercado do Brasil está aberto a todos os produtores de têxteis e explicou que haverá uma segunda missão comercial na segunda semana de outubro, com a qual se prevê completar a cota de US$ 21 milhões estipulada.

Tudo o que sabemos sobre:
exportaçãoBolíviaBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.