Brasil tem superávit em conta corrente após 18 meses

Conta corrente do balanço de pagamentos tem saldo positivo de US$ 146 milhões no mês, segundo BC

Agência Estado e Reuters,

26 de maio de 2009 | 10h47

O Brasil registrou em abril superávit em transações correntes (contas do Brasil com o exterior) de US$ 146 milhões, o primeiro saldo positivo depois de 18 meses, informou o Banco Central nesta terça-feira, 26. Em igual período do ano passado, a conta corrente foi deficitária em US$ 3,044 bilhões.

 

 

As remessas de lucros e dividendos, que no ano passado pesaram significativamente sobre as contas externas do País, diminuíram em abril para US$ 1,716 bilhão, ante US$ 3,696 bilhões no mesmo mês de 2008.

 

Além disso, o desempenho da balança comercial melhorou, registrando superávit de US$ 3,712 bilhões no mês passado, frente a US$ 1,738 bilhão em abril do ano de 2008. Na conta de serviços e rendas, abril terminou com déficit de US$ 3,832 bilhões e foram registradas ainda transferências unilaterais, com ingresso líquido de US$ 265 milhões.

 

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, informou que o déficit em conta corrente em maio deve fechar em US$ 2,3 bilhões. Segundo ele, o resultado de abril foi positivo, refletindo a combinação de queda nas remessas de lucros e forte superávit comercial, mas não significa uma reversão de tendência.

 

No acumulado de janeiro a abril, a conta corrente tem déficit de US$ 4,874 bilhões, inferior ao observado em igual período do ano passado, quando a conta estava negativa em US$ 13,304 bilhões. Em 12 meses até abril, o déficit em transações correntes corresponde a 1,41% do Produto Interno Bruto (PIB), ante 1,59% do PIB em 12 meses até março.

 

Dívida

 

A dívida externa brasileira atingiu US$ 193,138 bilhões em abril. A dívida de médio e longo prazos somava US$ 161,369 bilhões no mês passado e os compromissos de curto prazo, US$ 31,769 bilhões.

 

O valor total da dívida no mês passado é superior ao observado em março, quando o montante estava em US$ 192,627 bilhões. Os números dos dois meses se referem à estimativa da autoridade monetária. A última posição fechada se refere a dezembro, quando a dívida total estava em US$ 198,362 bilhões.

 

O gasto com juros em abril os gastos com juros somou US$ 607 milhões ante US$ 333 milhões em abril de 2008. No primeiro quadrimestre, a despesa com juros somou US$ 3,241 bilhões, ante US$ 2,474 bilhões em igual período de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
contas externascrise financeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.