Braskem atrai demanda superior a US$ 2 bi para bônus perpétuos

Os bônus oferecem retorno ao investidor e juro de 7,375% ao ano

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

28 de setembro de 2010 | 12h16

A Braskem fechou ontem captação de US$ 450 milhões em bônus perpétuos, após atrair uma demanda superior a US$ 2 bilhões, segundo informação do Deutsche Bank, uma das instituições de coordenou a operação. Os bônus foram colocados ao par, oferecendo yield (retorno ao investidor) e cupom (juro) de 7,375%.

Originalmente, a Braskem pretendia captar US$ 350 milhões para resgatar US$ 150 milhões em bônus perpétuos emitidos junho de 2005 e US$ 200 milhões em bônus perpétuos emitidos em abril de 2006.

Os bônus receberam rating Ba1 da Moody's e BB+ da Standard & Poor's e da Fitch Ratings. O HSBC e o Itaú BBA são as outras instituições que coordenaram a colocação.

Tudo o que sabemos sobre:
BraskemDeutesche Bank

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.